<span class="vcard">Gabriel</span>
Gabriel

Che Guevara

O livro fala mais do “Guevarismo” do que de Che, mais do mito do que do homem. Não poderia deixar de ser, pois essa icônica figura do século XX, que despertou paixão e ódio, até hoje tem seu nome relacionado com uma das mais importante revolução já feita: a Revolução Cubana de 1959.

Antígona

Como diz o último verso do coro: “Não é lícito aos mortais evitar as desgraças que o destino lhes reserva”. E como não sabemos o que o destino nos reserva, cabe a nós, mortais, ter parcimônia no falar, no maldizer e no desejar.

Édipo em Colono

Toda essa história encheu Édipo de sentimentos diversos: raiva por ter gerado homens tão gananciosos, tristeza por não poder intervir, e felicidade por também ter gerado duas mulheres que lhe eram fiéis até nos piores momentos.

Édipo Rei

É uma obra tão importante de significados que Aristóteles considerou esta como o melhor exemplo da tragédia grega. Freud se baseou na história de Édipo para cunhar o termo Complexo de Édipo. E é realmente um texto surpreendente.

O Banquete

O Banquete seria, então, uma reunião com fartura de alimentos, bebidas e ideias. Porém, para além do festa, o que está em jogo é a defesa da Filosofia frente à outras artes, como a Política, a Tragédia e a Comédia.

Robinson Crusoé

Robinson Crusoé é muito mais do que apenas sobrevivência. É um livro sobre a luta interna de um homem para manter a civilidade, para manter vivo a humanidade que tende a se afastar em momentos de solidão extrema.