5 livros para gostar de Jane Austen
5 livros para gostar de Jane Austen

5 livros para gostar de Jane Austen

Jane austen

Quem foi Jane Austen

Jane Austen, nascida em 16 de dezembro de 1775 em Steventon, Hampshire, Inglaterra, foi uma das escritoras mais renomadas da literatura inglesa. Filha do reverendo George Austen e de Cassandra Leigh Austen, ela foi a segunda mulher entre os sete irmãos da família. Desde cedo, Austen se revelou uma leitora voraz e, apesar das restrições educacionais para as mulheres de sua época, conseguiu uma ampla educação por meio de seu pai e irmãos, bem como através de sua própria leitura. Ela começou a escrever esboços para divertir sua família desde jovem e, eventualmente, evoluiu para a elaboração de romances mais completos na idade adulta.

A vida de Austen foi caracterizada por sua dedicação à família e à escrita. Nunca se casou, embora existam relatos de romances não consumados e propostas de casamento recusadas. Sua carreira literária começou de forma modesta, com a publicação de “Razão e Sensibilidade” em 1811, um romance que ela começou a escrever na década de 1790. Seu segundo romance, “Orgulho e Preconceito”, considerado por muitos como sua obra-prima, foi publicado em 1813. Ambos os romances foram publicados de forma anônima, como era comum para escritoras mulheres na época. Durante sua vida, Austen também escreveu e publicou “Mansfield Park” (1814) e “Emma” (1815). Seus romances “Persuasão” e “Abadia de Northanger” foram publicados postumamente, em 1817.

A morte precoce de Jane Austen, em 18 de julho de 1817, aos 41 anos, foi uma grande perda para a literatura. A causa exata de sua morte permanece um mistério, embora algumas teorias sugiram que ela tenha sofrido de Doença de Addison ou linfoma de Hodgkin. Apesar de ter vivido apenas quatro décadas, Austen deixou um legado literário incomparável. Seus romances são célebres por sua aguda observação da sociedade de sua época, sua ironia sutil e sua capacidade de criar personagens complexos e memoráveis. Desde sua morte, seu reconhecimento só cresceu, e hoje ela é celebrada como uma das grandes luminárias da literatura mundial.

Por que Jane Austen é importante

Jane Austen é importante não apenas por sua habilidade literária excepcional, mas também por sua capacidade de capturar e criticar sua sociedade, ao mesmo tempo em que apresenta questões universais e atemporais que ressoam até hoje.

Narrativa Realista

Austen foi uma precursora no estilo de narrativa realista. Seus romances, ricos em detalhes e observações do dia a dia, proporcionaram uma visão íntima da vida da classe média inglesa do século XVIII, refletindo seus costumes, interações sociais e desafios cotidianos.

Comentário Social

Através de suas obras, Austen fez agudas críticas sociais, especialmente em relação ao papel e às expectativas impostas às mulheres na sociedade. Ela desafiou as convenções sociais, expondo as desigualdades e restrições que as mulheres enfrentavam.

Desenvolvimento de Personagens

Austen foi mestre em criar personagens multifacetados e repletos de profundidade. Seus personagens, especialmente as protagonistas, não eram meramente estereótipos, mas seres humanos complexos com falhas, desejos, e idiossincrasias.

Uso da Ironia

A ironia foi uma ferramenta literária frequentemente empregada por Austen para expor as hipocrisias da sociedade. Ela usou esse recurso com maestria para ridicularizar a vaidade, a pretensão e a superficialidade presentes em sua sociedade.

Romance e Realismo

Enquanto os romances de Austen incluíam histórias de amor, ela nunca se rendeu a finais idealizados sem justificativa. Ao contrário, ela equilibrou o romance com realismo, apresentando relacionamentos que se desenvolviam com base no respeito mútuo, entendimento e compatibilidade.

Diálogos Vivos

Austen foi revolucionária em seu uso de diálogos vivos e envolventes, que não apenas moviam a trama, mas também revelavam o caráter e a evolução de seus personagens. Seu talento para recriar conversas autênticas deu vida à sua prosa, tornando-a imediatamente envolvente para o leitor

Bookshelf1

5 livros para gostar de Jane Austen

Depois dessa breve introdução, aqui estão 5 livros para conhecer e gostar de Jane Austen:

Orgulho e Preconceito” (1813)

Este é, talvez, o romance mais icônico de Austen. A história segue Elizabeth Bennet, uma jovem inteligente e independente, enquanto ela navega por desafios sociais, preconceitos e equívocos. No centro da narrativa está seu tumultuado relacionamento com o enigmático Sr. Darcy. Através de diálogos agudos e personagens memoráveis, Austen explora temas de classe, orgulho e, claro, amor.

“Razão e Sensibilidade” (1811)

O romance traça as vidas das irmãs Dashwood, Elinor e Marianne, após a morte de seu pai. Enquanto Elinor é reservada e pragmática, Marianne é impulsiva e romântica. A obra examina os desafios de se viver segundo a razão ou a emoção em uma sociedade que tem expectativas rígidas para as mulheres.

Emma” (1815)

Emma Woodhouse, a protagonista, é uma jovem rica e confiante que adora brincar de casamenteira entre seus amigos. No entanto, suas tentativas de manipulação muitas vezes dão errado. O livro é uma deliciosa sátira dos costumes sociais, e Austen habilmente retrata as consequências de se intrometer nos assuntos do coração.

“Persuasão” (1817)

Este é um dos romances mais maduros de Austen. A história segue Anne Elliot, que, uma vez tendo rompido um noivado sob a influência de outros, encontra-se, anos depois, frente a frente com seu antigo amor. O romance explora temas de arrependimento, segunda chance e a persistência do amor verdadeiro.

“Abadia de Northanger” (1817)

Esta obra é uma paródia dos romances góticos populares da época. A protagonista, Catherine Morland, é uma jovem ingênua que adora histórias de terror. Quando ela visita a Abadia de Northanger, sua imaginação fértil a leva a suspeitar de terríveis segredos. O livro é tanto uma comédia de costumes quanto uma sátira do gênero gótico.

Dá série 5 livros para gostar, já publicamos:

Acompanhe o blog também no Instagram, Facebook, Youtube e Spotify.

No universo da literatura, cada página virada é um novo horizonte descoberto.

Até o próximo capítulo!

3 comentários

  1. Pingback: 5 livros para gostar de Ernest Hemingway - Resumo de Livro

  2. Pingback: 5 livros para gostar de Albert Camus - Resumo de Livro

  3. Pingback: 5 livros para gostar de Machado de Assis - Resumo de Livro

Comentários estão encerrado.