Platão
Platão

O Banquete

O Banquete seria, então, uma reunião com fartura de alimentos, bebidas e ideias. Porém, para além do festa, o que está em jogo é a defesa da Filosofia frente à outras artes, como a Política, a Tragédia e a Comédia.

Mênon

Ao final, e como é bem comum nos diálogos socráticos, Sócrates e seu interlocutor não conseguem responder a pergunta inicial. E talvez você se pergunte: então o livro não tem fim? E eu te respondo: Não!! E é ótimo não ter fim.

Fédon

Sócrates dividiu corpo e alma como duas partes de um mesmo ser. Partes complementares, porém distintas uma da outra. O corpo é o terreno das sensações, sendo aquele que atrapalha a alma a conhecer a verdadeira natureza das coisas.

Críton

Durante os 30 dias em que esteve preso, Sócrates recebeu os seus amigos e conversou com eles. Uma manhã, o discípulo Críton foi ter com ele para fazer-lhe uma proposta de fuga. O diálogo com Críton e as decisões de Sócrates de se manter no cárcere estão presentes nesse diálogo platônico.

Parmênides

Dentro das obras platônicas esse diálogo é amplamente considerado como um dos diálogos mais desafiadores e enigmáticos de Platão. Com uma linguagem rebuscada e repleta de diálogos densos, Parmênides pretende ser o relato de um encontro entre três grandes filósofos: Parmênides, Zenão e Sócrates.